Rondônia, 23 de Setembro de 2017
ESPORTES

Apesar de ano ruim da McLaren, Alonso se diz "muito mais competitivo" em 2017

Fonte: Assessoria
  • Apesar de ano ruim da McLaren, Alonso se diz
Por GloboEsporte.com, Budapeste, Hungria

O ano de 2017 não tem sido fácil para Fernando Alonso. Sofrendo com o fraco desempenho do conjunto da McLaren-Honda, o espanhol acompanha à distância a acirrada disputa pelo título entre os antigos rivais Lewis Hamilton e Sebastian Vettel. Entretanto, apesar de estar bem longe da briga por vitórias ou sequer pódios, o bicampeão do mundo considera que a temporada não está sendo de toda ruim.

- Do lado pessoal, tem sido uma temporada muito, muito boa para mim. Com os carros de 2017, pude voltar ao meu estilo de pilotagem, me sinto muito mais competitivo do que em anos anteriores, me sinto competitivo na pista.

Alonso, de fato, tem feito grandes exibições, mesmo com toda a deficiência do motor Honda em relação aos concorrentes. No GP da Hungria ele conseguiu seu melhor resultado no ano, um impressionante sexto lugar com direito a melhor volta, em um circuito travado, onde a potência do propulsor não significa muita coisa. O espanhol, porém, assume que a equipe está distante do desempenho ideal.

- Como um time, não podemos ficar felizes com a temporada até aqui. Nós estávamos indo ao Q3 normalmente no ano passado, a nossa posição comum era nono/décimo, ao passo que neste ano nós temos um pouco mais de dificuldade.

Frustrado com a falta de bons resultados na Fórmula 1, o asturiano optou por competir pela primeira vez nas 500 Milhas de Indianápolis, deixando de lado o GP de Mônaco. Alonso não fez feio nos EUA, marcando o quinto melhor tempo na classificação, para depois liderar a prova antes que o motor Honda o deixasse na mão mais uma vez. O espanhol também tem dividido suas atividades em pista com a administração de um kartódromo próprio nas Astúrias.

- Tive a Indy 500, o que foi uma experiência fantástica, meu circuito de kart está indo muito bem, fantástico. Então foi uma primeira metade de temporada fantástica.
  • Apesar de ano ruim da McLaren, Alonso se diz