Rondônia, 23 de Julho de 2018
ESPORTES

Chefe da McLaren confirma que retorno da marca à Indy em 2019 é "provável"

Fonte: Assessoria
  • Chefe da McLaren confirma que retorno da marca à Indy em 2019 é
Por GloboEsporte.com, Woking, Inglaterra


Principal executivo da McLaren, Zak Brown confirmou que as conversas para o retorno da marca à Fórmula Indy em 2019 têm avançado nas últimas semanas. A equipe inglesa tem conversado com possíveis parceiros e, depois de enviar representantes à corrida da Indy em Detroit há duas semanas, recebeu a visita do ex-piloto Michael Andretti, dono de time na categoria, no fim de semana do GP do Canadá.

- Estamos considerando seriamente a IndyCar, estamos fazendo algumas jornadas há algum tempo. Como disse antes, se quisermos entrar em outras formas de automobilismo nas quais a McLaren tem uma grande história, precisamos fazer isso de uma forma que, antes de tudo, não comprometa nossas atividades de Fórmula 1 - disse Brown.

Pelo que Brown deu a entender, questões econômicas e de logística ainda impedem um anúncio. No entanto, cada vez mais o discurso do CEO da McLaren indica a volta à Indy:

- O retorno precisa ser comercialmente viável, algo em que acreditamos poder ser competitivo e se encaixa em nossa marca. Ainda não terminamos com nossa devida jornada, mas parece favorável. Então, tomaremos uma decisão nos próximos meses para nos prepararmos para 2019, e se tivermos certeza, é algo que provavelmente seguiremos em frente. Mas ainda não terminamos a jornada.

Nos anos 70, a McLaren, então comandada por Teddy Mayer, venceu duas edições das 500 Milhas de Indianápolis. E em 2017, houve a parceria com a Andretti Autosport para viabilizar a participação de Fernando Alonso na corrida de 2017. Brown comentou com cautela uma eventual transferência do espanhol para a Fórmula Indy.

- Ele está pilotando melhor do que nunca. Está um pouco frustrado com a F1 sendo mais um campeonato de construtores do que de pilotos. Ele adora a F1, adora o Mundial de Endurance, Daytona, portanto esperamos que mantenhamos Fernando no ambiente da McLaren de alguma forma. Não quero falar sobre as conversas que estamos tendo com ele. Mas acho que toda vez que ele vê um carro vencedor na frente dele, vai querer pilotar, não importa o que seja - finalizou.
  • Chefe da McLaren confirma que retorno da marca à Indy em 2019 é