Rondônia, 22 de Junho de 2018
SAÚDE

Cinco truques para combater o "vício" em celular

Fonte: Assessoria
  • Cinco truques para combater o
Por BBC


Ver que horas são, checar emails, dar uma espiada no Facebook e no Instagram, ler o WhatsApp ou simplesmente desbloquear a tela só para voltar a bloqueá-la em seguida.

Você já parou para pensar quanto tempo por dia passa diante do celular? E quanto desse tempo foi realmente bem empregado?

Diferentes estudos de empresas de marketing e de aplicativos estimam que, em média, consultamos nosso celular mais de 100 vezes ao dia.

Essa espécie de vício ganhou até um nome: o medo irracional de perder acesso ao celular tem sido chamado de "nomofobia", do inglês "no mobile phone phobia", ou fobia de não ter telefone móvel.

Não é considerado uma doença ou mesmo um transtorno psicológico, mas pode gerar incômodos tanto no ambiente de trabalho quanto nos relacionamentos pessoais.

É claro que as grandes empresas de tecnologia querem mais é que passemos mais tempo na tela - pense nas constantes notificações que você recebe dos aplicativos e na reprodução automática de vídeos no YouTube e na Netflix.

Tristan Harris trabalhava para o Google justamente idealizando novas maneiras de agarrar mais a atenção dos usuários. Hoje ex-empregado da empresa, ele iniciou um contramovimento para evidenciar esse tipo de técnica e dar dicas para combatê-las.

Seu objetivo, diz, é que tanto a indústria como a sociedade usem a tecnologia de forma mais ética e consciente.

A seguir, cinco de seus conselhos:

1. Deixe sua tela cinza

As cores brilhantes agem como recompensas para o cérebro. A sugestão é configurar o telefone em uma escala de cinzas, para eliminar esses reforços positivos. Isso, diz Harris, tem ajudado as pessoas a ficar mais tempo longe do celular.

Para mudar a configuração, o caminho é: Configurações > Geral > Acessibilidade > Mostrar adaptações. Ative os filtros de cor e configure-os em "escala de cinzas". Em seguida, vá à parte final de configurações de acessibilidade e ative "Acesso direto", pressionando três vezes de forma rápida para alternar entre cinzas e cores.

2. Desative as notificações que não sejam pessoais
Muitas das notificações que recebemos são dos próprios dispositivos e dos apps, e não dos nossos contatos pessoais. Isso faz com que nossos celulares vibrem e se acendam - e assim nossa vista é puxada novamente aos aplicativos, muitas vezes sem necessidade real.

Para mudar isso, vá a Configurações > Notificações e desative todos os alertas, à exceção daqueles que virão dos seus contatos, como WhatsApp, Messenger ou SMS.

3. Carregue o celular fora do quarto

É bom manter uma distância física do celular enquanto você está dormindo - Harris aconselha a deixar o telefone carregando em outro quarto ou ao menos na outra ponta do seu quarto.

Ou seja, a dica é voltar a usar um bom e velho despertador tradicional para acordar de manhã. Assim, você deita e acorda sem que o celular seja a última e a primeira coisa que vê.

4. Tela inicial mais limpa

Às vezes abrimos um aplicativo sem necessariamente precisar dele, pelo simples fato de ele estar entre as primeiras coisas que vemos ao ligar o celular.

Harris sugere limitar a tela inicial a apenas ferramentas e aplicativos "tediosos" (nos quais você não vai gastar seu tempo) e para itens que ajudem em tarefas - como mapas, câmera, calendário, bloco de notas - e que não prendem a sua atenção em demasiado.

5. Use a busca

Uma vez que a tela inicial fique livre dos apps mais chamativos, em vez de abri-los diretamente você pode recorrer ao campo de buscas do celular.

O ato de escrever o nome do aplicativo em vez de abri-lo com um único clique vai te dar tempo suficiente para pensar se você realmente precisa dele.
  • Cinco truques para combater o