Rondônia, 16 de Agosto de 2018
ESPORTES

Cris Cyborg faz campanha por luta de boxe contra campeã mundial em 2019

Fonte: Assessoria
  • Cris Cyborg faz campanha por luta de boxe contra campeã mundial em 2019
Por Combate.com, Carson, EUA


Campeã dos pesos-penas (até 65,8kg no MMA) do UFC, a brasileira Cris Cyborg está de olho em fazer superlutas, seja no MMA, seja no boxe. A lutadora curitibana, que já respondeu positivamente a um desafio da atual campeã peso-galo (até 61,2kg) do Ultimate, Amanda Nunes, agora está fazendo campanha para enfrentar uma multicampeã mundial na "Nobre Arte": a dinamarquesa Cecilia Braekhus, dona dos cinturões peso-meio-médio (até 66,7kg no boxe) das quatro principais organizações mundiais do boxe.

A especulação sobre um possível duelo entre as duas já vem de alguns anos atrás, mas ganhou maior verossimilhança no sábado, quando Cyborg compareceu à luta de Braekhus contra Kali Reis em Carson, na Califórnia (EUA) vestida com uma camisa com uma logo dizendo: "Cyborg vs. Braekhus, verão de 2019". Para dar ainda mais ares de desafio, a brasileira levou o cinturão peso-pena do UFC sobre o ombro, algo que ela admitiu ter tirado das promoções de outras lutas de boxe.

Em entrevista ao site americano "Yahoo Sports", Cyborg afirmou que tem mais duas lutas em seu contrato no UFC; depois delas, quer lutar boxe contra Braekhus.

- Claro que eu preciso de tempo para treinar, de quatro a seis meses de treino, (mas) vai ser perfeito, porque tenho duas lutas restando no MMA, e aí posso focar no boxe. Vai ser muito empolgante. Eu a respeito, mas poderíamos fazer minha primeira luta de boxe com ela - declarou a brasileira.

Segundo Cyborg, um desafio no boxe é um sonho pessoal que ela pretende realizar antes do fim de sua carreira atlética, o que não significa, entretanto, que ela se aposentará do MMA ao final do contrato com o UFC. Ela não descartou um retorno ao Ultimate, mesmo se a organização retirar seu cinturão quando ela for para o boxe.

- Eu posso conquistar de novo, sem problemas! Treino duro e conquisto de novo. Mas gostaria de trabalhar com eles. Se nós trabalharmos algo com o UFC que eu possa fazer a luta de boxe e ainda manter o cinturão, voltar como o (Conor) McGregor fez, é isso. Preciso falar com meu manager - explicou.

Cyborg cumprimentou Braekhus após a vitória da dinamarquesa por decisão unânime sobre Reis. Na coletiva de imprensa pós-luta, a campeã peso-meio-médio, amplamente considerada a melhor boxeadora peso por peso do mundo e invicta em 33 lutas, confirmou que tem interesse no confronto com a brasileira no futuro.

- Cris tem técnica de striking muito melhor que Conor McGregor - disse Braekhus, de acordo com o site "Fightnews.com".

Seu manager, Tom Loeffler, também afirmou que vê muito potencial de marketing no confronto:

- Elas têm um respeito mútuo uma pela outra. Cyborg respeita as habilidades de boxe da Cecilia, e Cecilia respeita a habilidade de lutar da Cyborg - disse Loeffler, de acordo com o jornalista Josh Gross.
  • Cris Cyborg faz campanha por luta de boxe contra campeã mundial em 2019