Rondônia, 16 de Agosto de 2018
MUNDO

Mãe é condenada no Reino Unido por obrigar filha a se casar no Paquistão

Fonte: Assessoria
Por France Presse

Uma mãe que enganou sua filha e a levou para o Paquistão para casá-la à força foi sentenciada nesta quarta-feira (23) a quatro anos e meio de prisão pela Justiça britânica.

A mulher foi condenada na terça-feira por um tribunal de Birmingham, no centro da Inglaterra. A sentença descreveu a angústia e as lágrimas da menina ao ser obrigada a se casar com um homem 16 anos mais velho que ela.

"Você a enganou cruelmente. Ela estava com medo, sozinha, mantida contra sua vontade, forçada a um casamento que a aterrorizava", declarou o juiz Patrick Thomas em sua sentença.

Quando ela tinha 13 anos, o homem com o qual foi forçada a se casar tirou sua virgindade sob um contrato de casamento. A menina engravidou e precisou fazer um aborto quando retornou ao Reino Unido e seu caso foi relatado aos serviços sociais pelo médico responsável, de acordo com a Press Association.

A condenada não foi identificada para proteger a identidade de sua filha.

De acordo com o julgamento, a mãe prometeu à filha um novo telefone se ela concordasse em passar férias em família no Paquistão, justamente quando a menina estava prestes a completar 18 anos.

Após o casamento, e depois de conhecer o caso, as autoridades britânicas conseguiram resgatar a menina.

Casamentos forçados se tornaram um crime no Reino Unido em 2014, mas os casos raramente chegam aos tribunais.