Rondônia, 16 de Fevereiro de 2020
MUNDO

Megatempestade causa caos na Europa

Fonte: Assessoria
  • Megatempestade causa caos na Europa
Por Deutsche Welle


O tráfego ferroviário de longa distância no norte da Alemanha foi lentamente reiniciado nesta segunda-feira (10), no dia seguinte à chegada de uma forte tempestade ao norte da Europa.

Chamada de Ciara no Reino Unido e Sabine na Alemanha, o temporal provoca, desde domingo, ventos com força de furacão e fortes chuvas, levando ao cancelamento de voos, viagens de trem e à interrupção de operações nos principais portos da Europa Ocidental.

O Departamento de Meteorologia do Reino Unido emitiu mais de 250 avisos de inundações e pelo menos 10 empresas ferroviárias britânicas pediram que passageiros evitassem viajar. Outras linhas ferroviárias britânicas disseram que esperavam atrasos.

A companhia ferroviária estatal alemã Deutsche Bahn anunciou a lenta retomada dos serviços ferroviários de longa distância no norte da Alemanha nesta segunda-feira, mas alertou os passageiros sobre possíveis novas interrupções. Em regiões do sul do país, como os estados de Baviera e Baden-Württemberg, o tráfego de longa distância ainda enfrentava problemas.

Centenas de voos foram cancelados. A tempestade levou também a vários fechamentos de escolas em toda a Alemanha.Cerca de 50 mil casas ficaram sem energia elétrica no norte da Baviera.

Rajadas de mais de 170 quilômetros por hora foram registradas na Floresta Negra, no sul da Alemanha, na manhã desta segunda-feira. As autoridades meteorológicas disseram que o temporal continuaria por várias horas, com as chuvas e ventos mais fortes esperados no sul.


As empresas de serviços públicos no norte da Baviera, sul da Alemanha, lutaram para restaurar a energia para cerca de 50 mil casas.

No norte alemão, houve vários acidentes no tráfego ferroviário durante a tempestade. Em Emsland, um trem com 300 passageiros que ia de Amsterdã a Berlim ficou paralisado após colidir com uma árvore que caiu na ferrovia. Em Hamburgo, um metrô de superfície colidiu com um tronco de árvore. Em Iserlohn, no estado de Renânia do Norte-Vestfália, uma árvore atingiu um trem.

Em quase toda a Alemanha, a polícia registrou um grande número de quedas de árvores, algumas atingiram carros estacionados. Cercas de construção foram derrubadas, outdoors foram arrancados. Em muitas regiões, no entanto, o dano foi limitado.

Vários feridos devido a árvores derrubadas foram relatados desde domingo. Duas mulheres na cidade de Saarbrücken, no oeste da Alemanha, foram hospitalizadas depois que uma árvore caiu no carro que ocupavam. Uma permanece em estado crítico. Um garoto de 16 anos na Renânia do Norte-Vestfália também sofreu ferimentos na cabeça pela queda de uma árvore.

Na madrugada de domingo para segunda, ventos em Frankfurt derrubaram um guindaste sobre o teto da catedral da cidade.

A Alemanha emitiu seu segundo maior nível de alerta de tempestade para toda a metade sul do país. Em partes da Baviera e Baden-Württemberg, foi emitido o aviso de mais alto nível, de grau 4.

O furacão também causou apagões e afetou o trânsito na França. Cerca de 130 mil lares ainda estavam sem eletricidade nesta segunda-feira, segundo informações da distribuidora de energia Enedis. O norte e o leste do país foram os mais atingidos.

Os bombeiros foram chamados para centenas de operações de emergência, principalmente no leste francês. Na região, postes de eletricidade tombaram, telhados foram danificados e árvores caídas bloquearam ruas. Foram registradas rajadas de vento de até 200 quilômetros por hora.

Houve relatos de mortes diretamente ligadas ao furacão em outros países da Europa. Três motoristas – um no sudoeste da República Tcheca, um no norte da Eslovênia e outro no sul da Inglaterra – foram mortos depois que seus carros foram atingidos por árvores.

No sul da Polônia, uma mulher e sua filha foram mortas depois que o vento arrancou o telhado de uma locadora de equipamentos de esqui no resort de Bukowina Tatrzanska, atingindo pessoas que estavam perto de um terminal de teleférico, segundo a polícia local. Duas outras ficaram feridas.

No sul da Suécia, um homem morreu afogado depois que seu barco a vela afundou no lago de Fegen. Outra pessoa que estava na embarcação desapareceu, segundo o diário sueco "Aftonbladet".
  • Megatempestade causa caos na Europa