Rondônia, 17 de Novembro de 2019
SAÚDE

Trombose venosa profunda: causas, sintomas, tratamento e dicas de prevenção

Fonte: Assessoria
  • Trombose venosa profunda: causas, sintomas, tratamento e dicas de prevenção
Apesar de sua gravidade, a trombose venosa profunda é uma doença com causas, sintomas e consequências ainda ignorados pela população em geral. Caracterizada pela coagulação do sangue nas veias profundas, especialmente nas das pernas, a trombose tem prevenção e tratamento. Mas a falta de conhecimento sobre o assunto acaba atrapalhando. De acordo com o Ministério da Saúde, dentre as pessoas que não tratam o problema, normalmente chamado apenas de trombose, de 5% a 15% podem morrer de embolia pulmonar, quando o trombo se desprende e o coágulo se movimenta na corrente sanguínea até chegar aos pulmões. Anualmente, no Brasil, dois em cada mil indivíduos podem apresentar a doença. Segundo dado da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), cerca de 90% dos casos acometem os membros inferiores.


Geralmente associada a uso de anticoncepcionais, gestações ou viagens longas de avião, a trombose é causada ainda por maus hábitos evitáveis, como sedentarismo e tabagismo. Mesmo quando ocorre após procedimentos cirúrgicos que restrinjam a movimentação do paciente, casos mais comuns, também pode ser prevenida com uso de medicação. Assim sendo, apesar da relação com anticoncepcionais e gravidez, a trombose não oferece risco apenas para mulheres. O problema acontece na mesma proporção em ambos os sexos, ainda que, quando considerada a faixa etária de 20 a 40 anos, seja mais comum entre elas, segundo dado do Ministério da Saúde. Ao conhecer os fatores de risco e sinais da doença, a exemplo do inchaço na panturrilha, e procurar médico angiologista ou cirurgião vascular para diagnóstico, é possível prevenir suas graves consequências e evitar sua reincidência no futuro.

Presidente do Departamento de Ergometria, Reabilitação Cardíaca e Cardiologia Desportiva da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj), Cláudia Lúcia de Castro detalha que, nos casos de trombose, o sangue que chega às pernas encontra dificuldades para retornar ao coração, coagulando dentro das veias e formando os trombos. Esse quadro é muito favorecido em situações de estase sanguínea, quando o fluxo do sangue fica mais lento, motivado por uma imobilidade do indivíduo. É por esse motivo que o problema acontecer em viagens longas de avião, internações hospitalares, procedimentos cirúrgicos ou recuperação de problemas ortopédicos.


– A recomendação é, se a pessoa está no grupo de risco de trombose, como fumantes, obesos, mulheres que usam anticoncepcionais ou pacientes que quebraram o pé, por exemplo, deve manter-se hidratada e fisicamente ativa e procurar um médico especialista. Ao se expor a esses riscos, as chances de ter uma trombose são grandes e é preciso começar com profilaxia, como uso de coagulantes, dependendo do caso – explica a cardiologista.

O cirurgião vascular Roberto Sacilotto, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, comenta que não há motivos para pânico em relação à trombose venosa profunda, ainda que possa haver complicações como embolia pulmonar. Embora seja grave, não se trata de uma doença muito incidente em quem não tem predisposição para problemas de coagulação ou que aconteça por um motivo isolado, senão por uma combinação de causas. O médico destaca que a pessoa deve estar atenta se se enquadra em mais de um fator de risco e consultar um angiologista ou cirurgião vascular para diagnóstico, realizado por meio do exame de ultrassonografia ecodoppler.

– A combinação tabagismo e anticoncepcional aumenta em quatro a seis vezes o risco de ter trombose, quando se compara a mulheres que fazem uso do medicamento e não fumam. A associação desses dois fatores predispõe muito à trombose – exemplifica.

Com o apoio dos médicos, listamos a seguir os principais fatores de risco, sinais, complicações e formas de prevenção da trombose venosa profunda.


Fonte: Gabriela Bittencourt, para o EU Atleta — Aberystwyth, País de Gales
  • Trombose venosa profunda: causas, sintomas, tratamento e dicas de prevenção